10 Mil Milhas

10 Mil Milhas

A Última Grande Aventura Pela América do Norte

Capa_10milmilhas-310 Mil Milhas relata a envolvente viagem de Jack, com os seus amigos Dan, Scott e Christopher na companhia do seu enferrujado Jeep Cherokee desde a costa Este dos Estados Unidos até às costas solarengas da baixa California. 

Da ruralidade das estradas secundárias da América profunda até ao urbanismo cosmopolita das maiores cidades do mundo, os quatro amigos cruzam o continente na busca da última fronteira selvagem de uma viagem, que durante muitos dias e horas pareceu não ter fim.

Os dias fechados no carro, as longas horas no deserto do oeste, as caminhadas solitárias em parques e as paixões deixadas para trás no acordar de um novo dia arrastam os quatro amigos numa espiral de emoções. Nessa jornada são confrontados com a simplicidade da bondade e da beleza natural, da mesma forma que chocam com a fria e furiosa realidade das relações humanas sob condições extremas. Desde o momento em que aterram nas margens de Boston que a experiência de uma vida lhes começa a moldar o espirito e lhes traz novas e imprevisíveis reacções para as quais nenhum estava preparado.

Numa narrativa poética e rápida, João M. Fernandes leva-nos no espírito selvagem de uma viagem perdida pelo tempo, transporta-nos à realidade perdida dos anos 60 através das longas viagens intercontinentais, do amor pela estrada e pela procura de significado pessoal.

Em 10 Mil Milhas o leitor vê-se no meio de um drama sentido à flor da pele, drama esse que apenas a grande estrada americana consegue trazer àqueles que por lá se perderam.

Excerto:

(…) dava antever que estávamos numa antiga villa que se tinha transformado num hotel. Havia um tipo, sentado num sofá de pano, a pintar um quadro e do outro lado da sala, um homem com chapéu de coco tocava piano. O cheiro a tinta inundava a recepção perdendo-se nas páginas de livros, que raparigas de calções e sandálias liam debaixo de candeeiros amarelos. Sentei-me num dos sofás, encostei a cabeça e fechei os olhos: havia algo de mágico no cheiro a óleo e na música alegre do pianista. Tinha chegado a casa, à casa que me permitia escrever e sentir-me inspirado apenas por olhar para os tapetes entrelaçados pendurados nas paredes.

Fui até ao jardim, repleto de pessoas sentadas em sofás baixos, a beber coktails e sumos, em copos altos de vidro, ali quando as mulheres se levantavam e iam buscar bebidas, ou decidiam molhar a ponta dos pés na piscina, os seus vestidos bailavam no ar, pairando como nuvens suspensas por lufadas de ar fresco. Havia um elemento simbiótico, natural que não se encontrava no resto da ilha. Fios de arame pendurados nos ramos das árvores, seguravam lâmpadas que iluminavam os caminhos por entre o jardim e criavam sombras a partir da espessas folhas verdes. Estrelas adormecidas que suspiravam por nós. A piscina brilhava no azul eléctrico próprio da água ondulante.

ÚLTIMOS LIVROS AUTOGRAFADAS

A primeira edição do 10 Mil Milhas tratou-se de uma edição limitada a 200 exemplares e passado um ano desde o seu lançamento já existem muito poucos exemplares disponiveis. Quantos? Ah… para aí uns 10 ou 15, poucos, mesmo muito poucos.

Assim se gostavas de ter um exemplar do 10 Mil Milhas autografado, embrulhado num pacote castanho dos CTT e entregue à porta de tua casa, o melhor que tens a fazer é reservar o teu através da loja aqui do site.

Onde? Aqui

Comprar na Loja